Screen Shot 2015-09-13 at 4.58.55 PM

A Casa de las Américas convoca para o ano 2016 à edição 57 do seu Prêmio Literário. Nesta ocasião poderão concorrer autores do Brasil com livros publicados em português nos anos 2014 e 2015 (primeira edição), nos gêneros de não ficção.

Os autores brasileiros que concorram este ano deverão reger-se pelas seguintes BASES: (abra o PDF em português)

CasaAmericasA Casa de las Américas é uma institução cultural cubana fundada em 1959, para promover o intercâmbio da literatura e cultura cubana com a de outros países da América Latina.
Foi criada apenas quatro meses depois da vitória da Revolução Cubana, por Haydée Santamaría, que presidiu a entidade até 1980. O segundo presidente foi Mariano Rodríguez (1980-1986), sucedido por Roberto Fernández Retamar (desde 1986).

A entidade ocupa um edifício em estilo art déco, que abriga uma coleção de arte cubana e latino-americana. Além de promover festivais, exposições e encontros de literatura, teatro, artes plásticas e música, a organização oferece todos os anos o Prêmio Casa de las Américas, dedicado a escritores latino-americanos e caribenhos.

PRÊMIOS CASA DE LAS AMÉRICAS (LITERATURA BRASILEIRA):

2005 Alberto Mussa: O enigma de Qaf (romance)
2006 Ricardo Rezende Figueira: Pisando fora da própria sombra. A escravidão por dívida no Brasil contemporâneo (ensaio)
2007 Ana Maria Gonçalves: Um defeito de cor (romance)
2008 Carlos Walter Porto-Gonçalves: A globalização da natureza e a natureza da globalização (ensaio)
2009 Lêdo Ivo: Réquiem (poesia)
2010 Nélida Piñón: Aprendiz de Homero (ensaio).
2011 Nelson de Oliveira: Poeira: demônios e maldições (romance).
2012 João José Reis, Flávio dos Santos Gomes y Marcos J. M. de Carvalho: O alufá Rufino. Tráfico, escravidão e liberdade no
Atlântico negro (1822-1853) (ensaio).
2013 Luiz Ruffato: Domingos Sem Deus (romance).
2014 Mário Magalhães: Marighella: o guerrilheiro que incendiou o mundo (biografía).
2015 Bernardo Ajzenberg: Minha vida sem banho (novela).

Veja, comente, compartilhe!