Diogo Nogueira tinha boas razões para querer conhecer Cuba. Uma delas, era a ligação afetiva do pai, o mestre João Nogueira, com aquele país. A outra, a admiração dele pela riqueza musical da ilha caribenha. Quando recebeu o convite para participar da Feira Internacional de Havana, não pensou duas vezes e foi para lá acompanhado por sua banda.

Em 11 de novembro do ano passado, o jovem sambista carioca de maior sucesso subiu ao palco do imponente Teatro Karl Marx, e fez um show “memorável”, que teve como convidado especial o Los Van Van, grupo cubano de salsa responsável por som contagiante. A apresentação foi registrada em CD e DVD, sob o título de Ao vivo em Cuba.
[yframe url=’https://www.youtube.com/watch?v=WY5DfMY83ho’]

Correio 24 Horas: Como surgiu a ideia de fazer um show em Havana e transformá-lo em DVD? O que te fascina na cultura cubana?
Diogo Nogueira: Recebi um convite para fazer um show na Fihav (Feira Internacional de Havana), em novembro. Fiz questão de levar a minha banda completa e também os músicos que vêm me acompanhando. Pouco depois do convite, tivemos a ideia de registrar a passagem por Cuba e, em apenas dez dias, montamos esse show. Quando voltamos pro Brasil, apresentei a gravação do show e também o DOC.Show pro pessoal da EMI, minha gravadora, que se empolgou com o projeto e nos deu o maior apoio para o lançamento. Cuba é um dos países mais musicais do mundo. Temos muitas semelhanças culturais, mas Cuba tem uma riqueza em sua música que sempre me fascinou.

Correio 24 Horas: EUA, Brasil e Cuba são os países americanos com grande riqueza musical popular. Imagino que você desejasse ter a participação especial de alguns grupos lendários de Havana. Por que a opção pelos Los Van Van e como foi a experiência?
Diogo Nogueira: Los Van Van é um dos grupos mais tradicionais da música cubana e foi maravilhoso contar com eles no projeto. Cantamos El Cuarto de Tula, sucesso gravado pelo Buena Vista Social Club. Na época, pensamos em convidar a grande cantora Omara Portuondo, mas ela estava exatamente no Brasil na mesma ocasião em que fomos para Cuba.

Correio 24 Horas: E, politicamente, você tem uma opinião sobre a realidade cubana?
Diogo Nogueira: Acho que Cuba tem muitas lições para nos dar, em vários aspectos. Nos quatro dias que fiquei em Havana conheci um povo sofrido, lutador, mas feliz, consciente, e que sabe dar valor a tudo que tem. Isso mexeu comigo, ver que é possível ser feliz com pouco, com o básico. Esse é um exemplo no qual deveríamos refletir. Vivemos em um mundo consumista e nada nos satisfaz. Isso é que é ser livre? Acho que eles estão encontrando os caminhos para avanços e transformações em prol de uma vida cada vez melhor.

HSBC Brasil (Rua Bragança Paulista, 1.281). Mais informações: tel. 4003-1212. Dia 14/9, às 22 horas.
https://www.hsbcbrasil.com.br/shows_detalhe.asp?ID=409

Veja, comente, compartilhe!