Vertentes do Cinema Cubano:
Curso esquadrinha o audiovisual da ilha desde a Revolução

A Fundação Memorial da América Latina apresenta o curso de extensão “Vertentes do Cinema Cubano”, que será ministrado aos sábados de manhã, das 9 às 12:30hs, de 11 de agosto a 6 de outubro, em 8 encontros. O curso abordará o cinema cubano de uma maneira aberta, sendo sua história concebida não sob uma ordem cronológica ou em torno de seus autores canônicos, mas a partir de certas linhas de força que a perpassam, e que podem ser vislumbradas tanto em filmes mais antigos como em contemporâneos. Linhas temáticas, de gênero ou estilo estruturam o curso: o papel da cidade no cinema cubano, as adaptações cinematográficas de obras literárias de Edmundo Desnoes ou a realização cinematográfica na diáspora podem ser vistos como eixos temáticos; enquanto que o documentário ou o recurso ao melodrama, à alegoria e ao humor podem ser relacionados aos gêneros ou ao estilo.

Durante as aulas serão exibidos trechos dos filmes (podendo haver casos de exceção em que sejam exibidos na íntegra), se abordará conteúdos pertinentes às linhas de forças que são o eixo de cada aula e se discutirá elementos estéticos das obras. Será feita menção a bibliografia que incluirá: teoria e crítica de cinema, pesquisas sobre cineastas específicos, textos dos próprios cineastas, e a historiografia do cinema cubano. Serão recomendados textos para leitura fora de sala de aula, de caráter opcional. Conforme o interesse e a disposição dos alunos poderão ser propostos, ao final do curso, um pequeno exercício de análise fílmica.

Calendário de aulas, palestras e palestrantes:

11/08 – Alegorias da nação [Maria Gutierrez]
18/08 – A vertente do humor / Negociações com o melodrama [Maria Gutierrez]
25/08 – A política cultural cubana e o ICAIC [Mariana Villaça]
01/09 – Realizadores estrangeiros em Cuba [Nicolau Bruno]
15/09 – Na diáspora [Mariana Villaça]
22/09- Duas vezes Memórias [Elen Döppenschmitt]
29/09 – A cidade no cinema cubano [Elen Döppenschmitt]
06/10 – Documentário [Elen Döppenschmitt]

Resumo de Algumas Aulas e Palestras:

A cidade no cinema cubano

Em alguns filmes cubanos a cidade pode vista para além de sua representação como espaço físico, mas como figuração da própria cultura cubana, cuja oralidade, a literatura e a música constituem-se como elementos fundantes e aparecem como personagens centrais. Filmes como Habana Blues(2005), de Benito Zambrano, Barrio Cuba (2005), de Humberto Solás, e Amor vertical (1997), de Arturo Soto, serão abordados a partir de suas relações com tal figuração da cidade.

Documentário

Linha de força fundamental na história do cinema cubano, o documentário, presente desde os princípios da Revolução, foi visto como meio de formação para os cineastas do ICAIC, que deveriam praticá-lo antes de passar à ficção. A obra vanguardista de Santiago Alvarez ou filmes como Suíte Havana (2003), de Fernando Pérez, revelam a proeminência do documentário na cinematografia cubana. Para além do próprio gênero, a veia documental se mistura à ficção, sendo incorporado em vários filmes, como Hasta cierto punto (1983), de Gutiérrez Alea, paradigmático neste sentido.

O curso – dirigido a estudantes, pesquisadores, cinéfilos e interessados em geral – procura ampliar o conhecimento sobre o cinema cubano e fomentar as práticas de leitura de filmes. Especialmente para professores do ensino médio, espera-se que o curso contribua para o amadurecimento das atividades pedagógicas, uma vez que a aproximação a obras cinematográficas é cada vez mais frequente em contexto escolar. Para se matricular nele é necessário pagar a taxa única de R$200,00.

Curso Vertentes do Cinema Cubano
Período: 11 de agosto a 6 de outubro
Oito aulas aos sábados, das 9h às 13h (32 horas-aula)
Taxa de inscrição: R$ 200,00  (taxa única, dinheiro ou cheque à vista).
Inscrição no CBEAL – Centro Brasileiro de Estudos da América Latina

Informações:
E-mail: cursos@memorial.sp.gov.br
Tel.: (11) 3823-4780

https://www.memorial.org.br/2012/07/vertentes-do-cinema-cubano-curso-apresenta-o-cinema-da-ilha/

Veja, comente, compartilhe!